Vila Matilde, ultimamente, anda “pegando fogo”!

1 de dezembro de 202016262
Dois incêndios em menos de 30 dias

Na madrugada desta terça-feira, (1), moradores de Vila Matilde, acordaram apavorados com mais um incêndio que atingiu a região, desta vez foi um galpão de uma empresa de material reciclado.

Viaturas do Corpo de Bombeiros foram acionadas para combater o fogo que destruiu parte da empresa, colapsando o teto que desabou, apesar do intenso calor, não comprometeu as estruturas das casas vizinhas.

Chamas destruíram parte de galpão de empresa de reciclagem na Vila Matilde. Ninguém ficou ferido – Fotos: Joice Spozito
Vila Matilde “pegando fogo”
Bombeiro
Homens do Corpo de Bombeiros, 42 ao todo atenderam a ocorrência, usaram a casa de um vizinho para acessar o local e combater as chamas

Nos últimos 30 dias, o distrito de Vila Matilde, infelizmente, tem sido destaque nos noticiários, pois em menos de um mês, dois incêndios de grandes proporções ocorreram na região. No dia de Finados, 2 de Novembro, o local atingido pelas chamas foi uma fábrica na Rua Eugênia de Carvalho, que armazenava peças de borrachas e, desta vez, na madrugada do dia 1 de Dezembro, aconteceu na Rua Indiara, galpão com materiais de plásticos reciclados, há 1,7 Km do local do primeiro incêndio.

O empresário e jornalista Alexandre Bueno, chamou a atenção para uma situação que pode ser grave “Dois incêndios assim, em um espaço curto de tempo, merecem a atenção das autoridades competentes, desde a Subprefeitura Penha, responsável pela fiscalização da área,  como também pela Cetesb, pois na região existem muitos galpões e espaços usados por Ferros-Velhos e empresas de coleta de material reciclado, na grande maioria, com muito risco de combustão. Esses depósitos, alguns até de maneira irregular para essas atividades, estão em regiões residenciais, cercados de casas com muitos moradores que, por sorte, não perderam suas vidas nessas duas ocorrências. Espero que algo seja feito antes que aconteça uma tragédia já anunciada“, finalizou Bueno.

A moradora Maria Helena Serra, comerciante, em entrevista à emissora Globo, informou que já estava descansando quando acordou assustada “Estávamos dormindo já, quando acordamos com o barulho de materiais estourando e um cheiro muito forte de fumaça, algumas pessoas gritavam apavoradas“, concluiu Helena, vizinha da empresa atingida pelas chamas.

Veja mais matérias em nosso portal

Alexandre Bueno

Jornalista/Editor Geral


2 comments

  • Sra Vanessa Brito

    26 de dezembro de 2020 at 16:02

    Em época de festas, em meio pandemia observamos muitas pessoas ainda cometendo o crime de soltar balões e fogos de artifícios em ruas, no Natal perto do Colégio São José foi possível ver pessoas utilizando da via publica para comemorar numa época que Pandemia solicita isolamento social. Conseg em plataforma comunidade voluntária pode expressar que fogos de artifícios e balões podem responder pelos atos. Sabemos que existe lei para esse tipo de infração.

    Reply

  • Alexandre Bueno

    28 de dezembro de 2020 at 10:09

    Bom dia Vanessa,

    Obrigado pelo contato e comentários em nossas matérias.

    Sobre as reuniões do CONSEG Vila Matilde, o que sabemos é que devido a pandemia do novo Coronavírus, as reuniões presenciais estão suspensas até Fevereiro/2021, mas qualquer dúvida e/ou sugestões, entre em contato com o presidente do CONSEG, pelo telefone (11) 2653-1806.
    Esperamos ter podido colaborar com nossas informações.

    Equipe Infoleste.

    Reply

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *


Sobre


O jornal Infoleste surgiu em Maio de 2012, com o propósito de agregar e fortalecer a imprensa regional e, ao mesmo tempo, ser um canal entre a comunidade da Zona Leste e os órgãos públicos, levando até eles as reivindicações da população e trazendo as respostas dos órgãos competentes.


Rua Rio da Bagagem, 78 – Vila Matilde – São Paulo – SP

(11) 2654-0983

atendimento@infoleste.com.br