ensino-medio.jpg

3min4880

O Governo SP lançou na última semana o Bolsa do Povo Educação para os estudantes mais vulneráveis do ensino médio da rede estadual de Educação. A ação prevê o pagamento de benefício no valor de R$ 1 mil, por ano letivo, e tem como objetivo principal o combate à evasão escolar. O programa faz parte do Bolsa do Povo Educação, criado pelo Governo de São Paulo para auxiliar as famílias a superarem os desafios educacionais e financeiros provocados pela COVID-19.
“Quero ratificar a importância dessa iniciativa para combater a evasão escolar. Cinco milhões de crianças deixaram a escola em 2020 no Brasil. Isso é um deserto para o futuro do Brasil. Pessoas sem ensino não reagem, se tornam dependentes. E é isso o que nós não queremos. Queremos crianças e jovens que tenham, pelo ensino, a oportunidade de viver melhor”, disse o Governador.
No total, o Governo de SP vai investir R$ 400 milhões no programa, com aportes de R$ 100 milhões ainda em 2021 e de R$ 300 milhões no ano letivo de 2022. Por meio do novo benefício, o Governo de SP pretende manter os jovens do ensino médio na escola, estimulando a participação nas atividades escolares e, consequentemente, melhorando a aprendizagem.
Os pagamentos serão feitos proporcionalmente ao ano letivo e estão condicionados à frequência escolar mínima de 80%, à dedicação de 2 a 3 horas de estudos pelo aplicativo Centro de Mídias SP (CMSP) e à participação nas avaliações de aprendizagem. Os estudantes da 3ª série do Ensino Médio devem ainda realizar atividades preparatórias para o ENEM.
As inscrições para o programa poderão ser realizadas entre 30 de agosto e 10 de setembro pelo site https://www.bolsadopovo.sp.gov.br/. Poderão se inscrever todos os alunos regularmente matriculados no ensino médio e na 9ª série do ensino fundamental da rede estadual de ensino e inscritos no Cadastro Único – CadÚnico.
Dados da Secretaria de Educação indicam que há 3,5 milhões de estudantes matriculados na rede estadual de ensino, com cerca de 770 mil em situação de pobreza ou extrema pobreza. Destes, 1,2 mil estão no ensino médio, sendo 267 mil em vulnerabilidade.

 

Veja mais matérias em nosso portal


Tripoli-sede.jpg

3min6230

Na manhã desta terça-feira (13), na sede do Jornal Semanário da Zona Norte, Vila Guilherme, o Secretário Chefe da Casa Civil da Cidade de São Paulo, Ricardo Tripoli, foi homenageado pelo excelente trabalho que vem executando à frente da secretaria.
O diretor do periódico regional, João Carlos Dias, respeitando as recomendações das autoridades de saúde e com os devidos cuidados com o distanciamento, álcool gel e uso de máscaras, reuniu em sua sede diversas autoridades, secretários, jornalistas e empresários, que vieram prestigiar esse encontro. Os convidados fizeram as honras entregando algumas lembranças, dentre elas um quadro com retrato do Secretário Ricardo Tripoli, uma obra feita pelo artista Maurício Tedesco.

Jornal que fala com o povo da Zona Norte

O Jornal Semanário da Zona Norte é um veículo regional, que tem mostrado sua força, dando voz a comunidade local através de matérias de interesse público e, ao mesmo tempo, tem dado espaço para repercutir os trabalhos executados pelas forças armadas, como também, pelas polícias de SP e empresas vinculadas aos poderes públicos.

Buffet com Feijoada

Após as homenagens, os presentes foram convidados para o almoço, uma deliciosa feijoada, servida pelo Buffet Sugestões e Soluções.


Fotos: Semanário da ZN
Veja mais matérias em nosso portal



Sobre


O jornal Infoleste surgiu em Maio de 2012, com o propósito de agregar e fortalecer a imprensa regional e, ao mesmo tempo, ser um canal entre a comunidade da Zona Leste e os órgãos públicos, levando até eles as reivindicações da população e trazendo as respostas dos órgãos competentes.


Rua Rio da Bagagem, 78 – Vila Matilde – São Paulo – SP

(11) 2654-0983

atendimento@infoleste.com.br