Dias frios deixam a pele mais ressecada e cuidados são necessários

27 de junho de 202024740
Dermatologista explica que alguns hábitos devem ser deixados de lado e outros devem ser adotados para que o ressecamento não vire uma doença de pele

O cuidado com a pele deve ser diário, mas é no outono e no inverno que a atenção à hidratação deve ser redobrada. Isso porque nesse período, alguns fatores colaboram para que a pele fique mais ressecada como a chegada das temperaturas mais frias, baixa umidade do ar, a diminuição da transpiração e banhos mais quentes e prolongados, aumentando assim a remoção da oleosidade da pele. É comum também que as pessoas diminuam a ingestão de líquidos, o que também prejudica a hidratação da pele.
É importante lembrar que há alguns cuidados básicos que não devem ser ignorados, como ter um sabonete e um hidratante específico para o rosto e outro para o corpo. “Os sabonetes convencionais têm pH alcalino, que altera a camada lipídica da pele, podendo causar ressecamento e irritação cutânea. Muitas vezes, orientamos o uso do sabonete de glicerina. Preferencialmente os sabonetes líquidos têm um pH mais adequado do que os sabonetes em barra e ressecam menos a pele. Outra possibilidade para peles mais sensíveis seriam os Syndet, um tipo de detergente sintético que contém menos de 10% de sabonete e tem um pH entre 5,5 e 7, que irrita menos a pele.”, explica a Dra. Eliana Antiqueira dermatologista do São Cristóvão Saúde.
E quem não gosta de um banho quente no frio? Mas esse banho pode ser agradável sem que seja tão quente a ponto de deixar a pele vermelha e não tão demorado a ponto de enrugar os dedos das mãos. Em dias frios é bom evitar tomar mais de um banho por dia, assim como as buchas. Após o banho é possível notar a pele repuxando de tão ressecada, então, deve-se hidratar o rosto e o corpo logo após. Vale lembrar que todo tipo de pele deve ser hidratada. “As peles oleosas, por exemplo, também precisam de hidratação e, nesse caso, o ideal são os produtos oil free nas áreas de maior oleosidade (face e tórax).”, disse a dermatologista.
Em nenhuma estação do ano pode-se dar adeus ao protetor solar! Ele é um item essencial e deve fazer parte da rotina de todos, como escovar os dentes, por exemplo. “O protetor solar deve ser utilizado diariamente. Porém, somente se você for sair ao ar livre, sendo exposto à radiação UV. Lembrando que precisa ser aplicado mesmo quando o tempo estiver frio ou nublado. Alguns protetores possuem agentes hidratantes, o que auxilia também na hidratação da face.”, reforça a Dra. Eliana.
A dermatologista do São Cristóvão Saúde explica que algumas doenças podem aparecer ou piorar em tempos frios, devido ao ressecamento da pele. Alguns exemplos são: a dermatite atópica, psoríase e ictiose vulgar. Para evitar o agravamento dessas doenças, deve-se manter a rotina diária de hidratação da pele.

Veja mais matérias em nosso portal

Alexandre Bueno

Jornalista/Editor Geral


Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

dezesseis − 5 =


Sobre


O jornal Infoleste surgiu em Maio de 2012, com o propósito de agregar e fortalecer a imprensa regional e, ao mesmo tempo, ser um canal entre a comunidade da Zona Leste e os órgãos públicos, levando até eles as reivindicações da população e trazendo as respostas dos órgãos competentes.


Rua Rio da Bagagem, 78 – Vila Matilde – São Paulo – SP

(11) 2654-0983

atendimento@infoleste.com.br