“Se o povo aparecer aqui, vou lá pra frente de novo”, diz Bolsonaro a Datena

16 de março de 20206710
Presidente da República (na foto em contato com público no último domingo), foi entrevistado com exclusividade por José Luiz Datena nesta segunda-feira na Rádio Bandeirantes

O presidente Jair Bolsonaro foi entrevistado com exclusividade por José Luiz Datena no programa “90 Minutos”, da Rádio Bandeirantes, na manhã desta segunda-feira (16). A entrevista completa pode ser assistida no canal da emissora no YouTube.
Entre os assuntos, Bolsonaro afirmou que não incentivou as manifestações pró-governo que aconteceram em diversas cidade do país ontem. “Não convoquei o movimento e tenho obrigação moral de saudar o povo”, afirmou o presidente.
Apesar das orientações do Ministério da Saúde para que as pessoas evitem grandes aglomerações, Bolsonaro esteve nos atos desse domingo (15) a favor do governo, cumprimentou e tirou fotos com os presentes.
“Não vou viver preso dentro do Alvorada. Se eu resolvi apertar a mão do povo, é um direito meu, eu vim do povo. Tenho obrigação de saudar o povo”, discursou.
Bolsonaro testou negativo para o coronavírus, mas afirmou que vai realizar um novo exame nesta terça-feira (17). “Estou absolutamente normal. Tenho feito até caminhadas”, declarou o presidente, que ainda declarou: “Se me contaminei, a responsabilidade é minha”.
“Tenho que dar o exemplo em todos os momentos. Dei a mão porque eu estou com o povo, isso é democracia. O povo foi pacificamente, sem minha convocação”, continuou o presidente. “Não tenho o poder de impedir as pessoas. Elas estavam fazendo um movimento pelo Brasil. Não convoquei ninguém em momento nenhum [para a manifestação]”, disse Bolsonaro, que acusou os críticos de não se cuidarem contra o vírus, participando de grandes aglomerações.
“Dia 9 de março teve um evento na OCA, com autoridades presentes. Qual exemplo essas pessoas estavam dando? O que está em jogo é uma disputa política. Estou sozinho em um canto. Estão batendo o tempo todo”, argumentou.
O presidente também disse que pretende falar com os presidentes da Câmara e do Senado, Rodrigo Maia e Davi Alcolumbre, respectivamente. “Estou disposto a conversar com Maia e Alcolumbre, porque a solução tem que sair de nós”, declarou.

 

Foto: Sérgio Lima/AFP

Alexandre Bueno

Jornalista/Editor Geral


Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *


Sobre


O jornal Infoleste surgiu em Maio de 2012, com o propósito de agregar e fortalecer a imprensa regional e, ao mesmo tempo, ser um canal entre a comunidade da Zona Leste e os órgãos públicos, levando até eles as reivindicações da população e trazendo as respostas dos órgãos competentes.


Rua Rio da Bagagem, 78 – Vila Matilde – São Paulo – SP

(11) 2654-0983

atendimento@infoleste.com.br